23 janeiro 2008

Guerras tolas

Guerras são fálicas e a morte o único gozo possível.
O projétil que penetra, perfura e aniquila.
É o sexo dos empedernidos.
O rascunho mais grotesco da criação.
É o canhão que se levanta e espirra fogo.
É a vida que se vai do outro lado.
A gestação ao contrário
Ri de que, pobre diabo?

Nenhum comentário:

Frequências

jornal web Farol Comunitário

Pode acreditar

Tudo vale a pena se a alma não é pequena - Fernando Pessoa