25 agosto 2015

Enfeitando defunto no centro da sala

O humor sem dúvida é uma manifestação rápida do estado geral das coisas. 
Política, Religião e Costumes são alvos do humor em especial nos momentos de transição ou polêmicos. 
Pela quantidade de humor (bom e ruim) que circula na rede, tem gente que não percebeu que a mudança é mais do que iminente, é urgente.
Por outro lado, muitos estão discutindo o destino do defunto na sala.
- Pintamos de azul?
- Instalamos algumas luzes?
- Contratamos um pianista?
- Penduramos uns Rembrandt ou Monet nas paredes, um Van Gogh, quiçá?
Assim como o humor, rápido e oportuno retrata um momento de clamor, tão rápido deve ser o enterro. Piada repetida fica sem graça e defunto insepulto fede e junta moscas. Capice???

Nenhum comentário:

Frequências

jornal web Farol Comunitário

Pode acreditar

Tudo vale a pena se a alma não é pequena - Fernando Pessoa